newsletter

Cadastre-se e receba as últimas dicas dos especialistas.






A volta do retrô

O velho é o novo novo.

Você já deve ter reparado que as modas de antigamente voltaram com tudo, a pochete e o patinete são provas disso. No mundo das tendências é comum esse olhar para o retrovisor a fim de resgatar uma ou outra referência, mas hoje em dia, esse retorno ao passado tem sido mais brusco, talvez fortalecido pelas redes sociais. E, claro, tem muito empresário surfando e faturando alto com essa onda hipster.

Antigamente, o que estava em voga no mundo demorava para encontrar ressonância nacional, mas, atualmente, a moda é rápida e efêmera. A Inglaterra e os Estados Unidos ajudaram a plantar a sementinha hipster no mundo e bom, você sabe, viralizou. Apesar de terem aos montes no Brasil, o conceito de brechó, ou mercado de pulgas, era visto com maus olhos pela sociedade. Porém, as feiras que rolam na grande maçã (na região do Brooklyn) e em Londres (principalmente a que acontece em Brick Lane), acabaram sendo responsáveis por espalhar no mundo esse viral nostálgico que acabou contagiando boa parte da nossa sociedade. Se você perceber, os pontos mais cools das cidades brasileiras, como Ipanema, no Rio de Janeiro, e Faria Lima, em São Paulo, possuem brechós disputadíssimos.

Tem muita gente lucrando forte com isso aqui nas terras tupiniquins. Pequenas e médias empresas estão relançando produtos que faziam sucesso no passado como viseiras, times de botão, maiôs, óculos arredondados, entre outros. E essa volta ao passado não fica restrita apenas a indústria da moda. Os carros que até pouco tempo não valiam “meio tostão furado” valorizaram e muito, como é o caso da trinca: kadett, chevette e fusca. Marcas estão lançando eletrodomésticos com visual inspirado no passado para agradar os saudosistas de plantão. E a Cultura Pop não fica atrás. Bandas antigas voltaram com força total, filmes e séries ganharam novas versões, continuações e remakes.

E para que você surfe essa onda de modo consciente, vamos dar três dicas supersimples:

1 – Busque Referências

Tente lembrar daquilo que foi sucesso na sua época, provavelmente, o que te causa essa sensação de nostalgia, também dá a mesma sensação em outras pessoas. Sempre é válido pesquisar o que anda fazendo sucesso em fóruns e redes sociais, tentar entender o comportamento saudosista das pessoas pode gerar insights maravilhosos.

2 – Faça Coleções Sazonais

Mesmo apostando no sucesso de uma ideia, o ideal é testar a aderência do público antes de comprometer toda a sua produção com algo novo. Para isso, aposte em coleções sazonais, assim você consegue medir o engajamento de seus clientes e, se os produtos vintage farão sucesso ou não.

3 – Ative o Passado

Muitos profissionais que foram hit nas décadas passadas ainda podem estar na ativa. Busque por essas pessoas na hora de tentar fazer uma reedição dos seus produtos ou serviços. Ninguém melhor do que o próprio criador para dar vida nova a sua criatura. Sem contar que, manter a ideia original ajuda a aumentar o valor percebido pelo cliente. O melhor de tudo é que o custo para contratar essas estrelas do passado também pode ter ficado retrô.

Mas corra, assim como todas as tendências, essa também tem prazo de validade. E, se você ainda não percebeu, o brechó já virou a loja mais cool do seu bairro.


Curtiu este artigo? Clique na cartinha ao lado e inscreva-se para receber nossas newsletters com conteúdos exclusivos. 

Solicite seu Seguro de Vida